O governo peruano entra na luta para salvar animais ameaçados de extinção

Em 2017, o governo peruano iniciou uma batalha pela conservação da tartaruga amarela do rio Amazonas, mais conhecida como taricayas.

Voluntários que trabalhavam com o governo peruano, coletaram ovos das tartarugas que foram incubados em habitats feitos pelo homem por 70 dias. Uma vez incubados, os filhotes cresceram e em seguida retornaram à natureza, liberados pelo grupo conservacionista do governo peruano, o Serviço Nacional de Áreas Nacionais Protegidas.

Foram liberados meio milhão de taricayas na bacia do rio Amazonas, no Peru, em uma série de três liberações. Esses lançamentos começaram em outubro e terminaram em novembro de 2017.

Os conservacionistas esperam que muitas dessas tartarugas vivam seus mais de 70 anos de vida e tragam de volta uma espécie ameaçada de extinção.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *