SMART CITY LAGUNA É NOTÍCIA NO PROJETO #COLABORA

projeto colabora foto blog2

Cinquenta e sete anos após a inauguração de Brasília, cidade planejada que marcou época, o Brasil está prestes a ganhar sua primeira smart city, Laguna, uma cidade não apenas inteligente – como Masdar City, em construção em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, e Dholera, que está sendo erguida na Índia -, mas também pensada para ser sustentável e promover inclusão social. É o que prometem a inglesa Planet, dona do conceito da smart city social, e a SG desenvolvimento – empresa brasileira que está criando a smart city social –  pioneira não só no país, mas no mundo -, em Croatá,  distrito de São Gonçalo do Amarante, a 55km de Fortaleza, no Ceará.

Leia mais

SMART CITY LAGUNA É CITADA PELA REVISTA EXAME

slider_inicio2-1-1030x544

Cidades Inteligentes trazem maior eficiência, diz especialista.

Um estudo sugere que o conceito de Smart City, atrelado às tecnologias digitais, pode tornar as cidades brasileiras mais funcionais, baratas e atraentes.

São Paulo – “Um projeto de cidade inteligente caberia muito bem no Brasil.” A leitura é de Michel Pfaeffli, pesquisador suíço e um dos autores do estudo Smart City – Essentials for City Leaders (Cidade Inteligente – O Essencial Para Líderes de Cidades). De acordo com Pfaeffli, em vez de se investir em soluções caras, a adoção de princípios de cidades inteligentes pode aproveitar infraestrutura existente para solucionar questões de grandes espaços urbanos.

O estudo, elaborado a partir de uma parceria entre a escola suíça de negócios IMD e a Swisscom, mostra que estratégias simples poderiam tornar as cidades brasileiras mais funcionais, baratas e atraentes. Segundo Pfaeffli, as tecnologias digitais podem melhorar serviços de qualquer natureza, como iluminação de ruas, gestão do trânsito, estacionamentos e coleta de lixo.

Confira os melhores momentos da entrevista com Michel Pfaeffli.

Fonte: Revista Exame

A Smart City Laguna foi destaque no site Engenharia É:

GERAL

Ainda este ano, o Brasil dará um importante passo no cenário tecnológico e ambiental, pois será inaugurado a primeira cidade inteligente do país em Croatá, cidade localizada no interior do Ceará. Denominada Smart City Laguna, o complexo será construído dentro dos padrões do programa governamental “Minha Casa, Minha Vida” e abrigará até 25 mil habitantes.

A responsável pelo projeto é a Planet,  empresa italiana que inovou criando o conceito de Smart City Social e que desenvolve soluções tecnológicas para o crescimento econômico sustentável das cidades inteligentes.

De acordo com os responsáveis pela cidade inteligente no Brasil, a ideia é que a Smart City Laguna seja apresentada como um modelo referencial para novas cidades, inteiramente preparada para atender às necessidades do seu morador – com áreas de lazer, comércio e serviços públicos.

Ainda de acordo com os seus administradores, a Smart City Laguna deve ser reconhecida por sua estrutura projetada com tecnologia de ponta. Isto significa dizer que transporte público, áreas de entretenimento, geração de energia, qualidade do ar e até empregabilidade já estão sendo pensadas para serem o mais tecnologicamente possível.

Com o projeto, será o fim das habitações construídas em séries, a viabilidade será estratégica, os corredores mais verdes para que o meio ambiente seja preservado, terá ciclovias em toda cidade e área para pedestres. Além disso, a medida que os lotes sejam ocupados, será adotado os sistemas de tratamento de águas residuais, aproveitamento de águas pluviais, serviço de mobilidade, coleta inteligente de resíduos, energia solar, monitoramento da qualidade do ar e da água, infraestrutura digital com Wi-fi grátis nas áreas institucionais da cidade, redes inteligentes de eletricidades e água, câmeras e sensores, totens interativo e iluminação pública inteligente. Já na questão alimentícia, a cidade será composta por hortas compartilhadas.

O Projeto conta com parceiros no ramo de energia e tecnologia, como a Enel, a TIM, a Tyco, a Arup, a Clevergy, a Dellavale e a Urmet, que oferecerão aos moradores recursos fundamentais como segurança, energia e inclusão social, assim como o Planet App, que funcionará como painel de controle da Smart City. Através do App, os habitantes poderão ter em seu smartphone todas as informações básicas da cidade, além do acesso aos serviços disponíveis.

Croatá está localizada em São Gonçalo do Amarante (CE), a apenas 55 quilômetros de Fortaleza, ao longo da BR-222, importante via comercial e industrial do estado do Ceará. A estratégica localização da primeira Smart City Social do mundo visa o benefício do alto potencial de valorização e desenvolvimento econômico da região, e o Cinturão Digital, base de sua plataforma tecnológica, que proporcionará acesso à internet com maior facilidade e qualidade. Segundo os criadores, a cidade se baseia em quatro pilares: Pessoas(Inclusão Social), Arquitetura e Urbanismo, Tecnologia e Meio Ambiente.

Inicialmente o empreendimento contará com 200 casas. De acordo com a Planet Smart City,  o valor dos lotes residenciais será a partir de R$21,000 reais.

Seria essa, a cidade dos sonhos?

Fonte: Engenharia É.